Glossrio de cor CECOR
Aplicação das cores dentro de conceitos artísticos e científicos




No Brasil, informa Nelson Bavaresco*, criador da primeira carta cromática brasileira, a aplicação as cores, dentro de um conceito artístico-científico, ainda é novidade, mas já desperta o interesse de alguns empresários. As cores, estão intimamente ligadas as sensações e com sentimentos e são empregadas segundo critérios básicos de classificação: cores quentes, consideradas estimulantes, como o vermelho, o laranja e o amarelo; e frias, estáticas, como o azul-marinho, o preto, o verde-escuro e o marrom, usados em uniformes profissionais, em escritórios ou por vendedores de grandes magazines. A cor pura (denominada matriz), produz efeitos extremos, que tornam o ambiente excitante ou monótono demais.

Por outro lado, o uso combinado das cores proporciona sensações agradáveis e resultados positivos, tanto no aspecto físico, ampliando ou reduzindo espaços, como psicológico. Criar esquemas cromáticos exige, no entanto, que o profissional conheça muito bem os efeitos da irradiação energética sobre o homem e suas conseqüências psicodinâmicas e interativas, além de ter um estudo detalhado do local onde as cores serão empregadas.
Duas empresas do mesmo ramo de atividade podem receber cartas cromáticas que sugerem cores distintas, dependendo dos aspectos físicos do local onde estão situadas (instalações), número de ambientes, características dos funcionários e proprietários, número de empregados e turnos em que operam. Sem isso, corre-se o risco de criar um efeito contrário ao desejado.

Nelson Bavaresco diz que o disco "Fazendo Harmonias e Mistura de Cores" é um instrumento organizador de acordes para ser utilizado com fins estéticos onde haja aplicação de cores combinadas. Nelson assinala que o disco é uma ferramenta de trabalho para profissionais - e também para estudantes - das áreas de arquitetura, design, decoração, moda, artes gráficas e da própria área de ensino da cor. Bavaresco observa que, no mundo contemporâneo, os aspectos harmônicos da cor podem ser aplicados não só na arte, arquitetura, decoração ou moda, mas principalmente na identidade visual de uma corporação, nas suas áreas de trabalho e de negócios, nas embalagens de qualquer produto e também nos processos de comunicação visual.

O disco Fazendo Harmonias e Mistura de Cores tem as dimensões de 15 x 20 cm e foi impresso em cartão supremo 300g, frente e verso. Em cada face foram adicionados discos menores que giram num eixo comum para executar as funções selecionadoras de acordes e de misturas de cores.
Na face das harmonias há uma escala com 72 cores básicas, decorrentes de 12 matizes divididos em 6 nuanças, entre cores claras, vivas, neutras e escuras. Com apenas essas cores é possível encontrar todos os acordes que possibilitam selecionar mais de 100 mil combinações diferentes.

(*) Nelson Bavaresco - designer gráfico e pesquisador. Ministra  treinamentos sobre Teoria e História das Cores – Linguagem e Significado da Cores - Harmonia e Mistura de Cores. É autor do Sistema de Cores Cecor.
Texto publicado originalmente em:
http://www.tipografos.net/brasil/nelson.html


© 2010 - 2017  Gerart Design e Recursos Visuais Ltda, para todos os textos e imagens.